Casamento: saindo do papel! (parte 3)

 

Na maioria dos casos quem decide tudo é a noiva, por aqui foi assim também, nem imagino o meu marido dando pitaco em cores e flores. Ele gosta de tudo bem simples e básico assim como eu, então nossos gostos se encaixaram perfeitamente e a única exigência que ele fez foi: não terá dancinha dos noivos (risos) e eu achei lindo!

Com a lista de itens que eu mostrei no post Casamento: colocando no papel! começamos a decidir:

  • local: a cerimônia e a festa seriam no mesmo lugar, gostamos do Espaço Village (@espacovillage) em Niterói (meu marido é niteroiense e eu sou de Volta Redonda, então optamos pelo lugar mais próximo de onde eu morava para facilitar a organização) o ambiente rústico e a área verde formavam o cenário perfeito para nós, mais um motivo para dispensar decoração. A cerimônia foi ao ar livre, pois sem toldo ficaria muito mais bonito e mais econômico, além disso Outubro é um mês de pouca chuva (tínhamos um plano B para o caso de chuva). Em seguida perguntamos sobre as datas disponíveis e escolhemos 03.10.15 que por coincidência é a data de aniversário de namoro dos meus pais e eu não sabia, perfeito!
  • celebrante: optamos por um padre para realizar a cerimônia, que atrasou quase duas horas e foi a única coisa que fugiu do programado (risos). No dia do casamento, resolvi iniciar a cerimônia sem ele e convidamos minha tia Dodora que é formada em teologia para começar a celebração e foi lindo assim.
  • música/ iluminação: queria só um violinista durante a cerimônia e o Tiago Cosmo (@violinistatiagocosmo) foi impecável, sem contar que ele desenvolve um trabalho lindo de música com crianças. Para minha sorte, o DJ Orlando (@orla65) também trabalha com iluminação, que foi a minha escolha para deixar aconchegante e o efeito foi deslumbrante.
  • o bolo: foi presente da minha sogra e ela queria que fosse do Casal Garcia (@casalgarciabolos), escolhi um dos modelos mais simples segundo o Garcia, isso agradou demais o meu marido.
  • buffet: escolhemos o Ponto 3 Buffet (@ponto3buffet) que foi muito elogiado pelos convidados.
  • fotografia: tinha que ter a nossa cara! Descontraída e sem muita formalidade e a Marcela e a Ana foram maravilhosas (@_falanges).
  • alianças: foram feitas pelo meu amigo Victor Eduardo (@victoreduardo_joias) e ficou um sonho.
  • lista de convidados: desde o início queríamos que fosse pequena, apenas 100 convidados. Apenas pessoas bem próximas tornou nosso casamento muito, muito especial para todos os convidados.
  • extras: complementamos o salão de festa com móveis no mesmo estilo rústico que já havia no local e cadeiras no gramado para a cerimônia. Fizemos um pedido de espumante e uísque que saiu mais em conta que incluir tudo no buffet, assim como os doces, chocolates e trufas. (não tenho o contato desses, mas a cerimonialista Priscila tem – @riquepriscila)

Pronto! Local e data marcada, alguém para celebrar o casamento, convidados, comida e bebida, bolo e doces, música, alianças e fotografia! Tudo que pensamos ser essencial para realizar nosso casamento e o que viesse depois seria um luxo.

Deixe um comentário

Navigate