Alongar antes da musculação?!

Alguns estudos sugerem que alongamentos intensos podem gerar redução no desempenho de força. Isso fez com que surgissem linhas de raciocínio que sugerem que o alongamento antes da musculação é prejudicial aos ganhos e adaptações musculares.

Entretanto, a literatura que analisou o efeito desta prática nas adaptações crônicas apresenta resultados que não confirmam esta hipótese.

Simão et al. (2011) sugerem que o alongamento realizado antes do treino de musculação não produz efeitos negativos. Neste estudo tanto o grupo que realizou apenas musculação quanto o grupo que realizou alongamentos antes dos treinos apresentaram ganhos em força  após 16 semanas.

O grupo que realizou apenas musculação apresentou uma tendência a maiores ganhos do que o grupo que fez alongamentos e depois musculação (71 vs. 57% para o legpress e 200 vs. 150% para o supino), porém notem que o alongamento não resultou em perda da força, muito pelo contrário.

Estes resultados sugerem que no treinamento focado na força máxima, alongamentos antes das sessões devem ser evitados, porém em um treino que tenha como objetivo o trabalho de diferentes valências físicas em uma mesma sessão (força, flexibilidade, resistência), a realização de alongamentos antes da musculação não parecem prejudiciais.

Observação importante:

Muitos utilizam o alongamento como forma de “aquecimento”. Eu acredito que não é a forma mais adequada de se aquecer e preparar o sistema locomotor para a atividade, mas se o seu aluno ou atleta se sente bem utilizando este modelo de aquecimento não tem porque proibi-lo!

Referências:

Simão et al. The influence of strength, flexibility, and simultaneous training on flexibility and strength gains. J Strength Cond Res v. 25, p. 1333-1338, 2011.

Deixe um comentário

Navigate