Crossfit e adaptações fisiológicas

Treinamento funcional de alta intensidade/ Crossfit e adaptações fisiológicas

O treinamento intervalado de alta intensidade (HIIT) consiste na realização de exercícios de curta duração com alta intensidade intercalados com períodos de recuperação com baixa intensidade ou repouso completo.  Diversos estudos tem demonstrado que o HIIT resulta em benefícios fisiológicos que incluem: aumento da capacidade cardiovascular, melhora na captação de glicose para célula, diminuição da pressão arterial, aumento de enzimas oxidativas e aumento do conteúdo de glicogênio muscular.

Por outro lado, apesar do treinamento intervalado de alta intensidade melhorar diversas funções fisiológicas, parece que esse tipo de treinamento é insuficiente para induzir adaptações positivas no aumento da força e resistência muscular.

De forma interessante, Buckley et al., (2015) demonstraram que durante 6 semanas de Treinamento Funcional de Alta intensidade [a cada minuto realizavam exercícios de força (4-6RM), movimentos acessórios (8-10 repetições) e o condicionamento metabólico com exercícios realizados apenas com o peso do corpo] as mulheres tiveram excelentes resultados nos ganhos de aptidão cardiovascular, força, potência e resistência muscular.  Entretanto, o grupo que realizou apenas o tradicional HIIT só obteve melhoras na aptidão cardiovascular.

Portanto, o treinamento funcional de alta intensidade parece ser um excelente método de treinamento que pode induzir tanto melhoras no sistema cardiorrespiratório, bem como, no sistema neuromuscular.

Multimodal high-intensity interval training increases muscle function and metabolic performance in females. Applied Physiology Nutrition and Metabolism (2015).

Deixe um comentário

Navigate