Quanto eu engordei em 30 semanas de gestação?

“Quanto eu engordei em 30 semanas de gestação?” Perguntam demais sobre isso e por isso resolvi fugir da ordem cronológica dos posts sobre minha gestação para falar logo sobre esse tema no segundo post e para situar quem não se sente familiarizada com a contagem em semanas é bom complementar que 30 semanas de gestação são aproximadamente 7 meses. O parto acontece em média com 40 semanas (pode ser um pouco antes entre 38-39 ou depois com até 42, geralmente os médicos não esperam o desenrolar da 42º semana).

Há 3 dias eu me pesei na consulta pré-natal e o aumento do peso corporal foi de 5,2 quilos. Aumento de peso geralmente significa aumento de gordura corporal e/ou aumento de massa muscular e no caso de nós gestantes além das possíveis alterações na composição corporal precisamos levar em consideração algumas outras coisas como: peso do bebê, da placenta, do liquido amniótico, o aumento temporário e significativo de sangue no corpo da mãe, enfim… são muitas mudanças que podem alterar o peso corporal além do provável aumento de gordura que também irá acontecer durante a gestação.

Então a pergunta que me fazem sobre quanto eu engordei não é possível ser respondida, embora saiba que meu peso aumentou um pouco mais de 5 quilos. Desse aumento não sei o quanto representa aumento de gordura corporal entendem?! mas se fosse arriscar diria que ganhei uns 4-5 quilos porque senti uma redução de massa magra grande, se fosse dar outro chute diria que perdi uns 3 quilos…

Quando tirei o DIU de cobre para tentar engravidar, também me preocupei em aumentar um pouco meu percentual de gordura porque estava muito baixo, algumas mulheres com tão pouca gordura como eu estava deixam de menstruar, mas isso nunca me aconteceu e eu entendo que a minha natureza é magrela mesmo, que meu organismo funciona bem e saudável com pouca gordura (sempre tive dificuldade para engordar por incrível que pareça e há alguns anos decidi parar de brigar com a balança e aceitar que sou magricela mesmo). Faço um post depois sobre esse assunto, mas resumindo a ultima avaliação de composição corporal que fiz foi em junho de 2017 e meu percentual de gordura estava em 8.4% (aproximadamente 5 quilos de gordura no corpo) e só vou reavaliar isso depois que o Davi nascer.

Quando descobri que estava grávida, comi mais quantidade e com mais frequência ao longo do dia e também reduzi muito a intensidade do treino além do volume porque sentia um cansaço imenso e preferia dormir a treinar muitas das vezes. Obviamente essa alteração na minha rotina por si só já seria suficiente para ganhar gordura corporal (sem considerar a enorme alteração hormonal que é decorrente da gestação). Eu não queria prosseguir grávida com tão pouca gordura como estava, não tinha a menor intenção de ser uma “grávida definida ou sarada”, queria mesmo ser saudável para aumentar as chances do meu bebê também ser. Aí depois do primeiro trimestre segurei mais a boca senão ia desandar tudo rsrsrs e eu não queria que isso acontecesse, a preocupação maior nessa fase da vida não é estética e sim o bebê, esse serzinho que entra na nossa vida e passa a ser a coisa mais importante do mundo.

 

Deixe um comentário

Navigate