Professor Dr. Alex Souto

3 Posts Back Home

Anabolizantes X Cérebro : existe relação?

Um atual estudo (Structural Brain Imaging of Long-Term Anabolic-Androgenic Steroid Users and Nonusing Weightlifters. Biol Psychiatry. 2016;. pii: S0006-3223(16)32529-X)  investigou a utilização crônica de esteroides anabolizantes e suas consequências na estrutura cerebral. Neste estudo foram selecionados 82 usuários de esteroides anabolizantes que utilizavam de forma acumulativa estas substâncias por mais de 1 ano (os pesquisadores não mencionaram a dose e o tipo de esteroides anabólicos). O outro grupo era formado por 68 sujeitos que não nunca utilizaram nenhum tipo de esteroides anabólicos. Todos os sujeitos eram praticantes de treinamento de força. Após avaliações do cérebro com ressonância magnética foi observado que os usuários de esteroides anabolizantes apresentavam significativa redução do córtex cerebral de 4.76% do córtex cerebral (camada mais externa do cérebro rico em neurônios), 4% da massa cinzenta (área responsável por interpretar os impulsos nervosos das regiões do corpo até o encéfalo, produzir impulsos e coordenar atividades musculares e reflexos),…

Calor, Hidratação e Exercício Físico

Muitas dúvidas surgem quando o assunto é: Calor, Hidratação e Exercício Físico e por isso abordaremos esse tema tão interessante e importante não só para a saúde e integridade física do praticante, mas também para a performance. As dúvidas mais frequentes foram reunidas e esclarecidas no texto abaixo: De modo geral, temperaturas elevadas interferem na prática de atividades físicas? Por quê? Sim, pois nosso corpo possui termorreceptores sensíveis à variação de temperatura, consequentemente, eles procuram manter nossa temperatura corporal entre 36ºC a 37ºC.  Temperaturas elevadas transferem calor do meio externo para o nosso corpo, desta forma, os termorreceptores enviam uma mensagem para os centros termorreguladores localizados no hipotálamo, para manterem a regulação da temperatura corporal (Br J Anaesth 2000; 84: 615-628). Este mecanismo de equilíbrio promove sudorese intensa na pele associada a grande quantidade de fluxo sanguíneo (condutor do calor) na região cutânea (a pele fica avermelhada). Assim, a sudorese intensa promove…

Exercício físico e Hipóxia

O termo hipóxia é definido como baixo fornecimento de oxigênio (O2) nos tecidos orgânicos relacionado a uma obstrução física do fluxo sanguíneo em qualquer nível da circulação corpórea. São caracterizados 4 tipos de estado de hipóxia: a) hipóxia hipêmica – relacionada ao estado anêmico do indíviduo; b) hipóxia histotóxica – relacionada a intoxicação por monóxido de carbono; c) hipóxia estagnante – relacionada a baixa concentração de vasos sanguíneos, consequentemente, menor oferta de oxigênio; d) hipóxia hipóxica – relacionada a altitude. Sendo este último tipo de hipóxia relacionado a melhora do desempenho físico. A fração inspirada de O2 (FiO2) é um parâmetro de ventilação mecânica frequentemente utilizada para avaliar a oferta de oxigênio. Valores normais são de aproximadamente FiO2 >21%, por outro lado valores menores são considerados estado de hipóxia, ou seja, baixa oferta de O2. O método de treinamento físico utilizando baixos níveis de O2 é chamado de HYPOXIA TRAINING.…

Navigate