alimentação

9 Posts Back Home

Como a alimentação pode influenciar nossa memória

A memória é influenciada pela interação entre genética e meio ambiente. Assim, fatores ambientais como alimentação, estresse, exposição a alguns xenobióticos (compostos químicos estranhos ao organismo ou ao sistema biológico, ex.: metais pesados) e saúde intestinal podem melhorar ou prejudicar a memória. Ao aderir hábitos alimentares mais saudáveis as chances de melhorar o desempenho cognitivo e de memória são bem maiores. Está relacionada com a perda de memória a ingestão de metais pesados como o chumbo (presente em alguns alimentos, água e no ar), do arsênio, cuja exposição ocorre normalmente pela ingestão de água contaminada e do mercúrio (presente em alguns medicamentos, peixes e em produtos odontológicos para obturação de dente entre outros). Um trabalho verificou que o consumo de alimentos ricos em: zinco, metionina, tiamina, taurina, tirosina, ácido ascórbico e glicina, foram benéficos para prevenir os prejuízos no aprendizado e na memória e para reverter a neurotoxicidade do chumbo.…

Saúde da mulher e o poder da nutrição!

Saúde da Mulher Além de bem alimentada a mulher deve se preocupar em estar bem nutrida. Níveis saudáveis de vitaminas, minerais e fitoquímicos, melhoram a imunidade, a inflamação, os desequilíbrios intestinais, a queda de libido, a desmineralização óssea, a depressão, e outros. A seguir falaremos um pouco mais sobre alguns pontos: Testosterona, progesterona e estrógeno A partir dos 40 anos há uma diminuição nos moduladores da testosterona e um aumento da quantidade de estrógeno, eles competem pelos mesmos receptores celulares, desde os centros sexuais no cérebro até nas áreas genitais. Podendo assim, ocorrer uma queda de libido. Importante é que haja um equilíbrio e para que isso ocorra deve-se evitar a aromatização, ou seja, processo que transforma a testosterona e a progesterona em estrógeno, aumentando significativamente a quantidade de estrógeno no organismo, podendo estar associado ao câncer de mama, ovário e útero. Para que isso não ocorra é importante manter…

Sopinha de Lentilha: um amor de receita

Para estrear a série de vídeos “Na Cozinha” não poderia ter escolhido outra receita, aliás a minha sopinha de lentilha é famosa aqui em casa e aprovada pela minha família. Ok, isso não convenceu (risos) é igual dizer que “minha mãe me acha linda”, mas tenho certeza que se você fizer vai amar! Não deve existir nada tão fácil de fazer e tão delicioso, prático e simples como é o alcance da minha capacidade culinária ahahahaha. Contei no vídeo como eu preparo a lentilha para o cozimento, da mesma forma eu faço quando vou cozinhar grão de bico e feijões. Anote a Lista de Ingredientes: 1/2 quilo de lentilha; 1 cebola grande (picadinha); orégano à gosto; sal à gosto; pimenta calabresa à gosto. Modo de preparo: Deixe a lentilha de molho em água (de preferência filtrada) por no mínimo 12 horas e renove a água 2 a 3 vezes (eu…

O que tem dentro de uma embalagem de iogurte?

Partimos do princípio que dentro de uma embalagem de iogurte tem: IOGURTE, óbvio! Mas infelizmente na maioria das vezes dentro da embalagem de iogurte “também” tem um pouco de iogurte e mais um pouco de corante, de espessante, de aromatizante, de conservante, de realçador de sabor… e por aí vai. Se o iogurte fosse o único industrializado da alimentação da maioria das pessoas, tudo bem, poderíamos pensar assim: ahh que mal tem?! Mas o problema é que a industria alimentícia acrescenta ingredientes artificiais no iogurte que as pessoas tomam diariamente, e no pão integral, e na barrinha de cereal, e no suco de caixinha, no leite de soja, no cereal matinal, no requeijão light, no biscoitinho e em praticamente TUDO que consumimos DIARIAMENTE. A lista de ingredientes é o ponto mais importante na hora de escolher um produto. Diante disso, quem considera importante cuidar da saúde começa a pensar em…

Disbiose intestinal

Disbiose intestinal é uma alteração ou desequilíbrio da mucosa intestinal devido ao aumento das bactérias patogênicas, cuja consequência pode ser distúrbios para o organismo como inflamações intestinais, diarreia e/ou constipação. Lembrando que a microbiota intestinal varia ao longo do tempo, veja alguns fatores que contribuem negativamente: infecções ou tratamentos com antibióticos; alimentação desequilibrada e com muitos industrializados; bebidas alcóolicas; estresse falta de nutrientes Existe uma ligação permanente entre a nossa microbiota e o sistema imunológico intestinal, já que os micro-organismos que habitam nosso corpo e principalmente intestino participam ativamente de nosso metabolismo (o sistema imunológico intestinal tem total ligação com o sistema imunológico do nosso organismo de uma forma geral). A serotonina tem 90% dos receptores no intestino e consequentemente resolvendo a disbiose intestinal, estará melhorando também a serotonina e as intercorrências que sua falta gera, como desânimo e depressão. Para reequilibrar a microbiota intestinal faz-se necessário o consumo de alimentos…

Estamos de volta no YouTube!

Oba! Estamos de volta no YouTube com muitas novidades :) Nosso encontro no YouTube será semanal, mas aqui no blog é quase diário, então não importa se o assunto acontecerá por aqui ou por lá, vou sempre dar aquela passadinha por aqui para avisar. Estamos dando nossos primeiros passos e eles podem ser meio desengonçados no início, mas tenho certeza que vão melhorar com o tempo. E como eu disse, voltamos com novidades! E é por isso que eu vou fazer um resumo do que você vai acompanhar: teremos sempre 4 assuntos girando e é claro que eventualmente algo diferente vai acontecer, como por exemplo um bate papo com alguém super interessante, afinal eu conheço tanta gente legal que pode contribuir muito com nossos treinos, nossa alimentação, nossa motivação e nossa vida. Cada semana um vídeo novo e o melhor: um assunto novo! Teremos: alongamento exercício para fazer em casa…

Somos o que comemos!

Essa frase é certeira: nós somos o que comemos! Não só esteticamente, mas por dentro também e por isso a orientação de um bom profissional de nutrição é um dos passos mais importantes para cuidar da saúde de verdade. A mudança repentina na minha alimentação durante os 2 meses do projeto resultaram em algumas mudanças físicas, mas o mais impactante na minha rotina foram os sintomas que eu senti no meu dia-a-dia: a jornada de trabalho ficou muito mais pesada, pois eu não tinha a mesma disposição de antes; apesar do cansaço, eu não conseguia dormir bem e passava parte das noites em claro; tive muitos gases principalmente nas primeiras semanas e meu intestino não funcionava regularmente; voltei a sentir dor de cabeça quase diariamente (começava próximo do horário do almoço e piorava ao longo do dia); passei a sentir uma vontade in-con-tro-lá-vel por doces; percebia um inchaço nos pés…

Projeto Saúde “SQN”

O Projeto Saúde “SQN” (projeto saúde só que não) aconteceu em 2014 e foi uma experiência no mínimo proveitosa para mim e para algumas pessoas que acompanharam na época. Em 2012 eu comecei a mudar minha alimentação e fui aprendendo a comer da forma mais natural possível, então o projeto saúde “sqn” foi o caminho inverso do que eu já havia percorrido. Durante os dois meses do projeto, de março a maio, eu comi da maneira que muitas pessoas comiam “pensando” que estavam fazendo ótimas opções tanto para o corpo, quanto para a saúde.   E de fato essas opções são vendidas assim: para passar a imagem de saudáveis e/ou boas para quem quer emagrecer. Mas todos os bons profissionais de nutrição são a favor da alimentação natural, com o mínimo de industrializados possível para ter saúde e resultados estéticos, sejam eles quais for. O meu objetivo era chamar atenção…

Você conhece a Medicina do Estilo de Vida?

A Organização Mundial da Saúde define que a saúde não é apenas a ausência da doença, mas o completo bem estar fisico, mental e social. A partir dessa concepção, o quão saudável você considera que está? O quão saudável você considera que o nosso planeta está? Vivemos uma era de excessos e de escassez. Excesso de informações, excesso de distrações, excesso de ocupação, excesso de industrializados, excesso de descartáveis, de parabenos e todos os tipos de intoxicações. E escassez de autoconhecimento, escassez de envolvimento entre pessoas, de contato com a natureza, de relaxamento, de comida de verdade, natural e livre de substâncias químicas, de cura de verdade. E todos os excessos e escassez são prejudiciais à saúde. Esta talvez seja uma das maiores dificuldades no mundo moderno, seguir o “caminho do meio”, encontrar um equilíbrio. E a modificação de comportamentos não-saudáveis é fundamental para a prevenção de doenças e promoção da…

Navigate