amor

6 Posts Back Home

Juquinha no hospital e meu coração apertado

Juquinha no hospital e meu coração apertado. Foram 5 dias internado e uma saudade danada, faltava aquela companhia diária em todos os cantinhos da casa, aquela bolinha de pêlos entre as minhas pernas na hora de dormir… um dia ele vai embora, eu sei, mas tenho a sensação de que preciso da presença dele muitos anos ainda e espero que seja assim. Há alguns meses quase perdemos o Juquinha. Logo ele que com quase 7 anos nunca tinha tido nada, nunca tinha passado mal, nunca tinha tido nenhum problema de pele, foi castrado com poucos meses de idade, sempre foi bem ativo e magrinho (agora nem tanto ahahaha), mantenho todas as vacinas em dia, não vai pra  rua e não tem contato com outros bichos… Tudo isso reduz a chance de doenças e problemas, mas quando o Juquinha ficou internado, eu comecei a repensar tudo que poderia deixar a vida dele ainda…

Das lições que aprendi convivendo com gatos

Conviver com bichos é sempre um grande aprendizado e da minha convivência com o Juquinha (meu gato) eu tiro a conclusão de que é a relação com bicho mais próxima das nossas relações humanas, eles dizem tudo que querem, expressam suas vontades, seus sentimentos, brigam e fazem as pazes…  Das lições que aprendi convivendo com gatos, a maior delas sem dúvidas é sobre o AMOR. O amor é livre, não aprisiona, não domina, simplesmente respeita. O amor é livre e por isso suas manifestações não são na hora e no momento que queremos recebê-las, são espontâneas e acontecem por meio de reciprocidade, na hora e no momento que a outra pessoa sente vontade de manifestá-las. A melhor forma de receber carinho e amor é oferecendo carinho e amor! A segunda lição que aprendi é que para qualquer boa convivência devemos ter RESPEITO. Respeitar o momento que o outro quer ficar…

Quando a pessoa não convive com gatos…

Quando a pessoa não convive com gatos, ou pelo menos com um único gato (como é o meu caso), geralmente carrega orgulhosa aquele discurso de que não gosta de gatos porque são traiçoeiros, interesseiros, etc e tal. Em algum momento da vida eu adotei esse discurso preconceituoso, digo preconceito pois nunca havia convivido com gatos para ter formado esse “conceito” e por incrível que pareça a maioria das pessoas que também dizem nunca conviveram com gatos, no mínimo estranho né?! E todas as pessoas que conheço que convivem ou já conviveram com gatos, são loucamente apaixonadas por eles (não precisaria nem continuar o assunto depois disso, mas gosto de compartilhar minha experiência). Seres humanos são preconceituosos, dizem sobre o que conhecem e sobre o que não conhecem, julgam tudo e todos… poderíamos ser diferentes né?! Eu acho que são nesses pequenos detalhes da vida que evoluímos nosso ser, aprendemos com novas experiências…

Sintonize o seu canal diariamente com energia positiva

DIARIAMENTE eu sintonizo o meu canal com energia positiva e pensamentos positivos, alguns dias a sintonia acontece quase que automaticamente, muito facilmente, mas em compensação tem dias que preciso me esforçar muito (risos) e ainda tem aqueles dias que eu definitivamente não consigo. Mas sempre procuro atrair pensamentos positivos no início do dia e me lembro de vários deles ao longo do dia quando a correria, o cansaço, o estresse ou aborrecimentos aparecem. A vida perfeita não existe, ou melhor existe sim, mas o perfeito é saber lidar com as circunstâncias da melhor forma possível e não precisamos criar a ilusão de que “a vida perfeita” seria a ausência de acontecimentos negativos não é mesmo?! Temos muitos motivos para sermos gratos e não podemos nos esquecer deles jamais, devemos valorizar e aproveitar ao máximo cada oportunidade e lembrar que podemos nos manter positivos pelo menos na maioria do tempo, senão…

Aceitação é mais legal!

Aceitar a si mesmo parece fácil, deveria ser fácil, mas não é. Ou melhor, pode não ser para algumas pessoas e em algum momento isso pode ser doloroso demais, pode acarretar numa busca desenfreada por uma imagem criada pela nossa imaginação. Quem nunca se pegou pensando assim: ah eu queria ter a perna de fulana, os olhos de ciclana, o nariz da beltrana, o cabelo da tiana, o bumbum igual ao da sebastiana… Querer ser como o outro na maioria das vezes é muito frustrante por um motivo óbvio: nós não somos o outro, não temos a mesma forma do outro, não temos a mesma vida, nem a mesma essência, TUDO é diferente! Nos aceitar como somos e cuidar do que somos é mais leve, mais legal e recompensador. Quer um exemplo? Eu sempre achei que só seria bonita se fosse completamente diferente e em cada fase da minha vida…

Casamento: o real significado! (parte 2)

Assim que me vi na loucura que é o “mercado” dos casamentos, surtei! Mas eu não surtei porque queria absolutamente tudo no meu casamento, inclusive tudo que o meu orçamento não poderia alcançar – não se espante, pode parecer incoerente dizer isso, mas é o dilema mais comum que uma noiva enfrenta “eu quero isso e eu quero aquilo, mas o dinheiro não vai dar” Eu surtei quando percebi que tudo girava em torno do dinheiro e não em torno do momento mais especial da vida de duas pessoas. Praticamente todos os profissionais que me atenderam diziam assim: nossa como você é uma noiva calma, nem parece que vai se casar! ALOOUU, tudo que eu quero é me casar, mais nada! Não quero contratar um show, não quero docinhos com acabamento em ouro, não quero todas as flores do mundo, não quero decoração profissional, não quero carregar o orçamento…

Navigate