gatos

3 Posts Back Home

Juquinha no hospital e meu coração apertado

Juquinha no hospital e meu coração apertado. Foram 5 dias internado e uma saudade danada, faltava aquela companhia diária em todos os cantinhos da casa, aquela bolinha de pêlos entre as minhas pernas na hora de dormir… um dia ele vai embora, eu sei, mas tenho a sensação de que preciso da presença dele muitos anos ainda e espero que seja assim. Há alguns meses quase perdemos o Juquinha. Logo ele que com quase 7 anos nunca tinha tido nada, nunca tinha passado mal, nunca tinha tido nenhum problema de pele, foi castrado com poucos meses de idade, sempre foi bem ativo e magrinho (agora nem tanto ahahaha), mantenho todas as vacinas em dia, não vai pra  rua e não tem contato com outros bichos… Tudo isso reduz a chance de doenças e problemas, mas quando o Juquinha ficou internado, eu comecei a repensar tudo que poderia deixar a vida dele ainda…

Das lições que aprendi convivendo com gatos

Conviver com bichos é sempre um grande aprendizado e da minha convivência com o Juquinha (meu gato) eu tiro a conclusão de que é a relação com bicho mais próxima das nossas relações humanas, eles dizem tudo que querem, expressam suas vontades, seus sentimentos, brigam e fazem as pazes…  Das lições que aprendi convivendo com gatos, a maior delas sem dúvidas é sobre o AMOR. O amor é livre, não aprisiona, não domina, simplesmente respeita. O amor é livre e por isso suas manifestações não são na hora e no momento que queremos recebê-las, são espontâneas e acontecem por meio de reciprocidade, na hora e no momento que a outra pessoa sente vontade de manifestá-las. A melhor forma de receber carinho e amor é oferecendo carinho e amor! A segunda lição que aprendi é que para qualquer boa convivência devemos ter RESPEITO. Respeitar o momento que o outro quer ficar…

Quando a pessoa não convive com gatos…

Quando a pessoa não convive com gatos, ou pelo menos com um único gato (como é o meu caso), geralmente carrega orgulhosa aquele discurso de que não gosta de gatos porque são traiçoeiros, interesseiros, etc e tal. Em algum momento da vida eu adotei esse discurso preconceituoso, digo preconceito pois nunca havia convivido com gatos para ter formado esse “conceito” e por incrível que pareça a maioria das pessoas que também dizem nunca conviveram com gatos, no mínimo estranho né?! E todas as pessoas que conheço que convivem ou já conviveram com gatos, são loucamente apaixonadas por eles (não precisaria nem continuar o assunto depois disso, mas gosto de compartilhar minha experiência). Seres humanos são preconceituosos, dizem sobre o que conhecem e sobre o que não conhecem, julgam tudo e todos… poderíamos ser diferentes né?! Eu acho que são nesses pequenos detalhes da vida que evoluímos nosso ser, aprendemos com novas experiências…

Navigate