musculação

4 Posts Back Home

1º trimestre de gestação X exercícios

Pratiquei exercícios durante o meu 1º trimestre de gestação e continuei até o 8º mês, no último mês eu perdi a vontade de fazer e respeitei, simplesmente parei. Tinha vontade de ficar em casa, de me afastar de barulhos e agitação, aproveitei para me conectar ainda mais com o meu filho e foi ótimo ter vivido assim. Vou dividir aqui minha experiência pessoal e em seguida vou compartilhar uma sequencia de posts técnicos da minha amiga querida e pesquisadora Ingrid Dias @ingridbfdias pois acredito que esse assunto deva ser informado com a extrema competência, qualidade técnica e responsabilidade que ela faz. Importante ressaltar que a prática de exercícios deve ser liberada pelo médico obstetra que acompanha a gestação. Quando descobri que estava grávida, praticava musculação e pedalava na academia regularmente, crossfit, yoga e natação de vez em quando. Era essa “bagunça organizada” que me dava prazer em praticar exercício e motivação para fazer sempre,…

Será que devemos alongar entre as séries?

Pode ou não pode alongar entre as séries?? (INTERSET STRETCHING). Com o surgimento de métodos e técnicas como o FST-7 que envolvem a realização de alongamentos nos intervalos entre as séries surgiram dúvidas a cerca da eficiência desta prática. Especula-se que tal prática resulte em ganhos musculares menos pronunciados devido ao efeito concorrente. De fato, o desempenho nos exercícios supino e agachamento parece sofrer reduções quando alongamentos específicos (30″) são realizados para os músculos alvo durante o intervalo entre as séries (3 séries até a falha com carga para 8RM) (Souza et al., 2009). Apesar disso, o alongamento entre as séries parece resultar em adaptações similares ao treinamento tradicional na força, flexibilidade e nas respostas hormonais após 8 semanas de treinamento (Souza et al., 2013). Desta forma, a não ser que precise mobilizar o máximo de carga possível para um fim específico, não tem problema realizar alongamentos no intervalo entre as séries.…

Musculação e Dor no ombro: o que fazer?

Musculação e síndrome do impacto no ombro. Para aqueles que já sentiram dor no ombro treinando (quem nunca?)! O principal “motor” para o movimento de abdução do ombro é a porção média do deltóide. A questão é que a articulação do ombro é um esferóide rasa, ou seja, a cabeça do úmero depende imensamente de fatores estabilizadores (como o manguito) para “rodar” em contato com a glenóide e fazer a abdução sem transladar superiormente. Outro detalhe importante é que o movimento de abdução é limitado até 90o e qualquer movimento de elevação lateral do ombro acima dessa angulação irá gerar um impacto de tendões e bursa contra o chamado “arco ou teto duro” do ombro (acrômio e clavícula). Assim, os movimentos como a Remada Alta e Elevação Lateral acima de 90o são importantes geradores de impacto, simulando muito um teste conhecido pelos Ortopedistas como Hawkins-Kennedy. Na contramão, um fator de proteção contra o…

Alongar antes da musculação?!

Alguns estudos sugerem que alongamentos intensos podem gerar redução no desempenho de força. Isso fez com que surgissem linhas de raciocínio que sugerem que o alongamento antes da musculação é prejudicial aos ganhos e adaptações musculares. Entretanto, a literatura que analisou o efeito desta prática nas adaptações crônicas apresenta resultados que não confirmam esta hipótese. Simão et al. (2011) sugerem que o alongamento realizado antes do treino de musculação não produz efeitos negativos. Neste estudo tanto o grupo que realizou apenas musculação quanto o grupo que realizou alongamentos antes dos treinos apresentaram ganhos em força  após 16 semanas. O grupo que realizou apenas musculação apresentou uma tendência a maiores ganhos do que o grupo que fez alongamentos e depois musculação (71 vs. 57% para o legpress e 200 vs. 150% para o supino), porém notem que o alongamento não resultou em perda da força, muito pelo contrário. Estes resultados sugerem…

Navigate